Santiago – bons motivos não faltam para embarcar rumo a capital chilena!

Adriana em Santiago

Estive ano passado em Santiago, e sai de lá tão tão apaixonada pela Cidade, que este ano voltei com toda a família. Foram 4 dias e meio, mas super bem aproveitados, já que saímos com o roteiro todo programado para não perdermos tempo. Abaixo os detalhes para que você possa se inspirar.

Escolha do hotel:

Não foi por acaso que escolhi o Crowne Plaza Santiago, porque além de ser extremamente confortável e ter uma equipe nota 10, que nos recebeu com muito carinho desde a chegada até o último minuto, o hotel tem uma ótima localização, está há apenas 25 minutos do  Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez e fica na região central, com lojas, farmácias, restaurantes no entorno, além do Pátio Bella Vista, um lugar descolado e bacanérrimo, que explico logo abaixo. Também é rota fácil para as agências de turismo, que nos receberam para fazer os passeios programados. Ocupamos duas suítes, para garantir o conforto de todos. Eu e meu marido ficamos em um quarto e minha mãe e filhas ao lado, detalhe, as suítes eram conjugadas, o que facilitou bastante, afinal, saímos todos os dias muito cedo, e era preciso separar as roupas e acessórios para que os passeios saíssem como o planejado. Serviço perfeito, café da manhã excelente e servido até as 11h00 – ponto pro hotel!

hotel-5

hotel-2

hotel-7

Primeiro dia: Cajón del Maipo

Começamos nosso passeio por esse paraíso. Pensa num lugar encantador, visual deslumbrante, água de um azul intenso e neve branquinha ao fundo. Coisa de louco. De Santiago até lá, de van, são quase duas horas, contando com a parada para alugar os equipamentos, como roupas apropriadas, calçados, touca, cachecol e o que fosse preciso, mas minha dica é: alugue em Santiago, com um dia de antecedência. Sai muito mais barato, afinal, uma vez na estrada, não tem pra onde correr, então os caras cobram um absurdo. Não dá para enfrentar a temperatura de – 10ºC com roupas comuns…é frio pra caramba. Pelo menos foi o que pegamos no final de julho. Fiquei muito em dúvida se faríamos ou não este passeio, por causa das crianças e minha mãe, que já tem uma idade (abafa o caso, idade é assunto proibido pra ela, rs). Ainda bem que optamos por ir.

Ao contrário de muitos relatos que li em alguns sites, a estrutura não é tão precária. Não há luxo, mas há banheiros químicos, café quentinho em alguns trailers, e vi até uma espécie de food truck com alguns snacks e lanchinhos. Só foi um pouco mais complicado pra minha mãe, pois para chegar até o local mais lindo, onde fica o lago, tem que fazer uma caminhada com um pouco de subida, cerca de 2km, e como fazia muito frio e o ar fica rarefeito, ela achou melhor não seguir até o fim e ficou sentadinha apreciando a paisagem até voltarmos. Mas para as crianças e pra nós foi super tranquilo. No final fizemos piquenique e brindamos com um delicioso vinho, Cabernet Sauvignon, acompanhado por snacks. Só sei que agradeci a Deus por enxergar e ter tido a oportunidade de vivenciar essa experiência. Contemplar a bela vista da Cordilheira dos Andes é realmente espetacular.

Cajón-del-Maipo-4

Cajón-del-Maipo

Segundo dia: Valle Nevado 

O impacto ao avistar a Cordilheira dos Andes coberta de neve pode causar alguns minutos de falta de ar. Superado o choque de estar frente a frente com essa linda paisagem, é hora de começar a curtir o Valle Nevado. Você tem a opção de se hospedar lá, ou curtir apenas o dia. Geralmente os turistas vão pra fazer esportes ou só pra curtir a experiência com a neve mesmo. Se você não esquia, conseguirá relaxar, fazer lindas fotos e contemplar a paisagem, acompanhado de um café ou bom vinho, assistindo a galera profissa dar show do esporte snowboard!

valle-nevado

Parque Farellones

Como havia chovido no dia anterior, as condições da estrada não estavam boas para subir até o Valle, portanto decidimos ficar apenas em Farellones, que é a primeira parada e é o que realmente interessa para a criançada. Eu e meu marido já conhecíamos, então achamos que não valeria a pena arriscar. O parque tem diversas atrações para divertir crianças, jovens e adultos. Além de teleférico, skibunda, bicicletas, motocicletas, tirolesa e obviamente esquiar – têm aulas práticas que ensinam as pessoas interessadas,  você pode se esbaldar na neve e tentar, assim como nós, fazer um boneco de neve, o nosso ficou um horror, mas valeu, rsrs.

expectativa x realidade

O Parque Farellones fica a cerca de 40 quilômetros da capital chilena. A estrada é linda! Céu azul e montanhas brancas. A entrada no Parque custa $27.000 pesos chilenos e você pode fazer todas as atividades disponíveis, com exceção do esqui, que têm o valor separado. Ao chegar lá tivemos uma boa surpresa: na compra com cartão de crédito VISA, os ingressos saiam com 15% de desconto. Lógico que a agência de turismo, que fez nosso passeio, não nos informou isso, disseram que seria o mesmo preço e que na entrada do parque pegaríamos uma fila absurda, e só não compramos com eles porque não aceitavam cartão de crédito e queríamos guardar uma reserva em espécie. Ufa, que bom! Pegamos uma fila longa, mas que andou super rápido, acho que em cerca de 10 minutos estávamos com todas as entradas em mãos e com uma baita economia. O horário de funcionamento do parque é das 9h às 17h, de segunda a domingo. Nas férias é bem lotado, então melhor ir em dia de semana. Tem banheiros e food trucks disponíveis. Aliás, bom deixar registrado aqui, que foi lá que comi os melhores churros da minha vida.

parque-farellones

parque-farellones

Terceiro dia: Vinícola Undurraga

Se você visitar Santiago do Chile e não conhecer ao menos uma vinícola, o passeio não é completo. Ainda que você não beba, ou não seja um amante de vinhos, é um passeio cultural e muito interessante conhecer a história e o processo do feitio da bebida. Eles têm os famosos Sauvignon Blanc, da região de Casablanca, que são maravilhosos. Ano passado conhecemos a Casas Del Bosque, que fica nesta região http://paratudo.blog.br/santiago-do-chile/. Este ano optamos pela Vinícola Undurraga por várias razões: é fácil de chegar por conta própria, oferece uma coleção de renomados vinhos (tinto, espumante, late harvest), e o tour é considerado um dos melhores da região e é bem detalhado, e dura em torno de 1 hora, até a degustação de quatro vinhos reserva, entre brancos e tintos. Talvez sejam estes os motivos de a vinícola ganhar popularidade e carinho entre os brasileiros. Mas cá pra nós, se eu tivesse que dar meu voto, votaria na Casas Del Bosque, mais requintada, charmosa e vinhos mais gostosos também.

vinicula-undurraga

vinicula-undurraga

Restaurante Giratório

Um restaurante com vista panorâmica da Cidade e que gira, literalmente, com decoração meio antiquada, mas muito charmoso, o lugar é ponto turístico para quem quer comer bem, gastar bem, rsrs, e fazer algo mais conservador. É preciso fazer reserva, pois do contrário à espera pode ser longa. As melhores mesas ficam próximas às janelas de vidro, e não há muitas. O lugar é privilegiado e dá para perceber melhor cada volta que o piso dá. São cerca de 1:30h para dar a volta completa. O legal é chegar até as 18 horas para pegar o pôr do sol e depois as luzes da Cidade acesas.

Não se preocupe com a foto oficial do dia! Tem um senhor lá que faz a foto do casal ou da mesa por nada mais nada menos, que $5.000 pesos. Eu adorei, e não sei se foi o efeito do vinho, o giro, ou os dois juntos, mas sei que dei muita risada e me diverti super.

restaurante-giratório

prato restaurante-giratorio

Quarto dia: Patio Bellavista

Fomos também no Patio Bellavista, onde ficam localizados muitos restaurantes bem gostosos e com arquitetura bela e aconchegante. Lá você encontra música ao vivo e lojas variadas!

Alguns restaurantes são mais finos, então tem que ir preparado para gastar um pouco mais. Mas calma, não é por isso que você deixará de visitar o local. Há também opções de pizzas, sopas, e fast foods como McDonald’s e Starbucks. São mais de 90 estabelecimentos e ainda dá pra levar suvenirs para seus amigos!

O local funciona das 10h às 2h, sendo até às 3h nas quartas-feiras e até as 4h nas quintas, sextas, sábados e vésperas de feriados.

patio-bellavista

 

Considerações finais

Viajar para o Chile é uma experiência maravilhosa. Próximo ao Brasil, o vôo direto dura cerca de 3:30h. Só conhecemos o Norte, mas o Sul do País merece atenção. Colonizado por alemães, é muito charmoso, civilizado, rico culturalmente e de belezas naturais. Apesar de se gastar menos nas passagens por ser próximo ao nosso País, a comida é bastante cara para nosso bolso com o real desvalorizado como está. Para ter uma ideia, pagamos R$ 530,00 para comer quatro pratos de comida, sendo três massas, tipo penne com molho branco, e um arroz com salmão, dois sucos e duas cervejas. Tudo num restaurante comum de shopping center. Numa quitanda de frutas, uma banana sai por R$ 7,00 e um café expresso, nos locais turísticos, custa por volta de $ 1.000 pesos ou cerca de R$ 8,00 reais. Mas preciso dizer, que vale cada centavo. É lindo, perfeito para passeios em casal e em família, uma oportunidade de ver neve, muita neve, e os vinhos são maravilhosos e baratos!! Tem também Praia, Vina Del Mar e a charmosa Val Paraíso http://paratudo.blog.br/santiago-do-chile/. Ah, e para quem se animar, a neve lá vai até o início de setembro.

Adriana praça-central

praça-central

Serviço

Hotel Crowne Plaza Santiago – Av. Libertador Bdo. O’Higgins, 136

Patio Bella Vista – Constitución 53. Providencia – Santiago, Chile.

Restaurante Giratório – Av. Nueva Providencia 2250, P 16, Providencia, Região Metropolitana, Chile. Telefone para reserva: + 56 2 2232 1827

$1.000 pesos chilenos equivale há mais ou menos R$ 8,00 reais.

Espero que vocês tenham gostado das dicas! ❤❤❤

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>